Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Humildade para construir um time vencedor
Em: 13/09/2016 por: Abilio Diniz
imagem

Uma das tarefas mais importantes, e também mais gratificantes, da minha vida profissional é a construção de times. Para isso, é preciso formar líderes, o que só é possível por meio do crescimento. Porém, crescer não é apenas acumular experiências e anos de vida, mas se abrir com humildade ao aprendizado e à busca de conhecimento. Quem assume uma posição de liderança no grito não dura nem desempenha. É possível construir liderança baseado em valores. Em minha experiência, fui identificando alguns desses valores que me norteiam e gostaria de compartilhar com vocês aqui no Linkedin. Hoje, vou falar da humildade.

A humildade é fundamental para se atingir os objetivos que se têm na vida, por mais grandiosos que eles sejam. Ela é mais necessária ainda quando se faz parte de um time vencedor, que está ganhando o jogo. Este é o momento de tomar muito cuidado, evitar a soberba e reconhecer os limites pessoais e do time para que a vitória não se transforme em derrota logo adiante. Os melhores quadros são, geralmente, os indivíduos que atuam voltados para dentro da empresa, do time, e não para sua promoção individual.  O executivo que trabalha mais para si não consegue fazer bem para a sua equipe e para a sua companhia.

No entanto, a humildade não é uma característica inata das pessoas, ninguém nasce humilde ou arrogante. Por isso, é preciso buscá-la, praticá-la no dia a dia e em todas as esferas. Dificilmente uma pessoa será humilde na sua vida particular e arrogante na profissional, e vice-versa.

Um ponto essencial da humildade é saber ouvir. Ouvindo, é possível crescer e aprender. Ouvir é colocar mais conhecimento dentro de você. Uma frase que eu uso muito é que eu quero ser hoje melhor do que eu fui ontem, e amanhã melhor do que sou hoje. Mas, para isso, é preciso ouvir e se abrir ao aprendizado. E ser receptivo às críticas – saber ouvi-las sem se estressar, sem se sentir culpado, inseguro ou perseguido. Respeitar a crítica e identificar de que forma ela pode ajudar. É como sempre digo: para ser respeitado, é preciso respeitar. A pessoa que respeita dificilmente é desrespeitada.

Outra grande aliada da humildade é a autenticidade. É impossível enganar as pessoas por muito tempo. Quem se preocupa em fazer teatro está sempre atuando nos limites do palco, sempre preocupado por onde vai pisar e com o que os outros vão pensar, não com o que é mais correto naquelas circunstâncias. E não tem nada melhor, mais eficiente e mais fácil do que ser transparente e verdadeiro. A autenticidade traz segurança e clareza. Ela traz força.

Por isso, não vamos confundir humildade e autenticidade com fraqueza. É preciso ouvir e respeitar, mas é preciso também ser firme na defesa de interesses e valores inegociáveis.

No meu próximo post, falarei de outro valor que considero fundamental para a liderança: a determinação.

Até lá.

 

Abilio Diniz: Presidente dos Conselhos de Administração da Península Participações e da BRF

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.