Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Suicídio – Setembro Amarelo
Em: 08/09/2016 por: Antonio Lopes
imagem

Crônica 316 – Suicídio – Setembro Amarelo Logo após a segunda guerra mundial famílias inteiras de alemães seguiram o exemplo de Hitler que cometeu o suicídio. O pavor de ser dominado e a vergonha de perder seu falso poder ditador pode levar o ego a tal desespero e se destrói. Toda a elite de Hitler tinha doses de cianureto para usar caso caísse em mãos inimigas. Kamikazes suicidas compunham esquadrilhas letais e morriam pelo orgulho de ser um herói da pátria. O Hara-kiri era um privilégio das classes superiores, e concedido somente aos samurais (guerreiros) para protegê-los de serem executados por inimigos. Shinjyuu, forma de suicídio cometida entre pessoas íntimas, era mais comum entre os plebeus japoneses. Atualmente submetidos a um radicalismo religioso homens bombas explodem na promessa de recompensas num mundo de Alá. Morrem mais pessoas por suicídio do que por guerra. O ser humano contemporâneo vive um mundo dinâmico de informações e padrões sociais onde ter sucesso em tudo é indispensável e obrigatório, agregando a exigência de disputas acirradas para sobreviver, como uma verdadeira selva onde habitam as feras que devoram as mais frágeis, isolando o indivíduo na possibilidade de compor um meio social devidamente compartilhado. A criança eletrônica, o jovem robô rebelde, o universitário que não sabe para onde vai, o adulto que se desgasta para proporcionar conforto, segurança e status pessoal. A humanidade cada vez mais exigida na luta para ser feliz, para ser alguém, passa a acumular afetos geradores de ansiedade e depressão. Fobias se instalam envolvendo um grande número da população e se manifestam patologias mentais do tipo síndrome do pânico, bipolaridade, massacrando o indivíduo num estresse fulminante, culminando com um elevado número de suicídios. Pensamentos suicidas surgem quando o ser humano se encontra numa fase de grande dificuldade, ameaçado por perdas irrecuperáveis, a perda de um amor paixão, a perda de um ente querido, dificuldade financeira, situações extremamente ameaçadoras que mostram como se estivesse num beco sem saída, como no mito do escorpião que quando se vê cercado por uma roda de fogo, pica seu próprio pescoço injetando o veneno letal para aliviar a sua dor. Os relacionamentos entre amigos ficam prejudicados e as pessoas se distanciam. Se comunicam de forma fria através da tecnologia abundante e não estimulam a sensibilidade e o prazer de um bom papo, de um abraço e de uma troca mútua de momentos de alegria e interação tão necessárias numa sociedade. Como resultado estamos diante de assustadora estatísticas que mostram que mais de um milhão de pessoas se suicidam a cada ano. No Brasil, o CVV Centro de Valorização da Vida, realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias. Setembro Amarelo foi instituído em cerca de 40 países como o mês internacional de conscientização e prevenção ao suicídio e pretende que as pessoas não encarem o suicídio como um tabu e conheçam o assunto e forma de prevenção. Famílias, escolas, profissionais em seus locais de trabalho, conversem com naturalidade e contribuam para sua prevenção. É preciso falar. Esta crônica tem a colaboração de Suely Riskala, voluntária do CVV e aluna do Curso de Psicanálise do Instituto IdEgo.

 

Antonio Lopes - Psicologiosta Didata no Instituto IdEgo.

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.