Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Diversidade é marca registrada na General Electric.
Em: 12/08/2016 por: Por Patrícia Bispo para o RH.com.br
imagem

Se pararmos para observar o que ocorre ao nosso redor, nos surpreenderemos com o que passa despercebido no dia a dia. Uma árvore, por exemplo: é um vegetal que se originou de uma semente e que durante sua existência é capaz de produzir uma quantidade imensa de outros frutos que garantirá a existência da sua espécie ou, então, servirá de fonte de alimento para outros seres. Mas, quando ficamos embaixo de uma fruteira em época de safra - uma mangueira, por exemplo, veremos que ela é capaz de produzir várias mangas, cada uma com características próprias. Ou seja, serão constados detalhes como tamanho, peso, tonalidade da casca diferenciada que revelará uma rica diversidade apenas em uma única espécie de fruto.

Agora, imagine se essa árvore for uma empresa e seus frutos forem os colaboradores que cotidianamente estão em seus postos de trabalho, dando sua parcela de contribuição para a obtenção de resultados? A diversidade, queiramos ou não, também estará presente nas organizações - em algumas de forma mais explicita e em outras de maneira mais discreta.

Uma empresa que demonstra a força da sua diversidade e, por isso, desenvolve constantes ações para fortalecê-la é General Electric - companhia global que conta com mais de 330 mil funcionários e operações em mais de 175 países. A filosofia desta organização está baseada na crença de que uma pessoa não é igual à outra e que quando perfis individuais distintos complementam-se para gerar ideias e olhar para os problemas através de prismas diferentes é possível gerar valor para os clientes e para a sociedade.

De acordo com Sergio Giacomo, diretor de Comunicação e Relações Institucionais para a América Latina e presidente da Aliança GLBTA global da GE, a diversidade dentro da GE é algo que vem de muitos anos. Em 1936, por exemplo, a empresa lançou sua Política Antidiscriminação, considerada um marco na época. "O sucesso da nossa Gestão da Diversidade e Inclusão é um reflexo da importância dada ao tema pela nossa liderança e constrói uma base sólida para que nossos futuros líderes continuem trilhando esse caminho e aperfeiçoando nossas práticas. Ao aproximar indivíduos, culturas e ideias, cria-se uma empresa mais forte e mais conectada com o que realmente acontece no mundo", argumenta o executivo.

Público Diverso - Na General Electric, a diversidade é vista de forma ampla. Há ações voltadas às mulheres, ao público LGBT, aos portadores de necessidades especiais e às minorias étnicas. Existem ainda, nos Estados Unidos, trabalhos voltados aos veteranos de guerra. Mas a companhia não pensa apenas em cada grupo individual, uma vez que também se foca na promoção do diverso como um todo - incluindo a diversidade de pontos de vista e de pensamento, que tanto ajudam na criatividade e na busca de soluções para os problemas.

A área de Recursos Humanos é a oficialmente responsável por promover iniciativas que disseminem a cultura da companhia, incluindo a diversidade. "Porém, acreditamos que a cultura da diversidade deve ser valorizada e disseminada por todas as funções, por cada um dos nossos funcionários, sendo que os líderes têm o papel fundamental de incentivar e promover um ambiente de trabalho de respeito e acolhedor para todos. A diversidade faz parte da cultura da GE e, portanto, está dentro de tudo o que a área de RH promove. Ela tem um papel extremamente importante na disseminação da cultura de diversidade na empresa, elaborando e promovendo iniciativas. Ela dá o tom e promove o engajamento dos líderes e dos funcionários sobre a cultura da empresa, por exemplo, realizando encontros, treinamentos e workshops em diversas unidades da GE", esclarece o executivo.

Segundo Sergio Giacomo, para desenvolver essa cultura a GE desenvolveu suas boas práticas de diversidade a partir de experiências próprias e de parcerias firmadas com outras empresas que também tratam o tema como prioritário em nível global. Essas práticas foram trazidas ao Brasil e para a América Latina, aonde são adaptadas a partir das realidades locais. São desenvolvidos trabalhos em parceria com outras empresas, bem como com consultorias, em função de temas ou oportunidades específicas, mas não existe um parceiro único e nem exclusivo que apoie a companhia nesse tema.

O Grande Desafio - Ao ser indagado sobre o maior obstáculo para promover a diversidade no Brasil, Giacomo é objetivo ao responder que o grande desafio é criar uma cultura interna de diversidade tão positiva e benéfica que cada indivíduo deseje replicá-la em sua vida, em sua família, nas comunidades em que atuamos. "À medida que nós crescemos na promoção do respeito internamente, abrimos também o diálogo com a comunidade à nossa volta e estreitamos os laços com outras empresas que agem da mesma forma. Promover debates e compartilhar nossas experiências é fundamental para que a diversidade seja promovida para além das atividades diárias da companhia", sinaliza, ao destacar que a intenção da GE com sua política de diversidade não é mudar valores, mas comportamentos. Crenças, costumes familiares e tradições religiosas são questões pessoais.

 

No entanto, o executivo cita que o respeito às diferenças deve sempre prevalecer, para que todos possam crescer e oferecer o máximo de si, de seu talento. A GE busca promover um ambiente de trabalho de respeito saudável, criativo e motivador. Com isso, explica ele, as pessoas sentem-se seguras e confortáveis para desenvolver todo o seu potencial, o que impacta positivamente no aumento de produtividade e na retenção de talentos.

"Nossos funcionários são tão diversos quanto nosso portfólio, fazendo disso uma de nossas vantagens competitivas. Ter uma cultura inclusiva, em que todas as vozes são valorizadas, fazem da GE uma empresa inovadora", destaca.

A Força da Comunicação Interna - Quando questionado sobre a forma como a GE divulga suas ações relacionadas à diversidade, Sergio Giacomo menciona que a comunicação é uma das ferramentas que oferece mais transparência, mais conexão entre as pessoas e a companhia e entre elas mesmas.

Há, por exemplo, processos robustos de comunicação, mas que sempre são trabalhados e aprimorados - são diversos os canais internos e externos utilizados pela GE. Dentre esses, podem ser citados desde newsletters e comunicados direcionados aos funcionários até o Blog GE Reports Brasil, que foi o ponto de partida de uma ampla estratégia de comunicação digital lançada em abril de 2011 e que já soma mais de mil histórias publicadas - que, de alguma forma, ratificam o vínculo histórico da GE com inovação, tecnologia e infraestrutura, além de detalhar a atuação sustentável da companhia nessas áreas.

"Porém, para comunicar bem, é preciso entender que a comunicação vai além da área formal de comunicação interna. Cada funcionário é um comunicador, uma vez que se relaciona com os demais. Por isso, faz-se necessário estar sempre atento às mensagens emitidas por cada um e pelos outros, principalmente pelos líderes. É por isso que trazer a diversidade e os benefícios que ela traz a todos para o dia-a-dia de cada um é tão importante: ela passa, genuinamente, a fazer parte da cultura da empresa", sinaliza o executivo, ao comentar que para o público externo, a General Electric busca participar de eventos e debates que promovam a diversidade nas empresas, compartilhando sua política e projetos, a fim de que possa contribuir com a construção de políticas de diversidade em outras empresas e na sociedade em geral.

Todas as ferramentas de comunicação externa, por sua vez, sempre buscam valorizar a importância da diversidade em seus conteúdos para que este tema seja debatido por todos os stakeholders da GE. Vale ressaltar, ainda, que as políticas de diversidade da GE são conhecidas mundialmente. Em 2012, a GE foi eleita pela Diversity Business como uma das 50 maiores empresas para oportunidades multiculturais. A lista Div50 é composta de organizações respeitadas no mercado global, particularmente em uma era onde a diversidade tem sido fundamental para a prosperidade econômica e para o sucesso no futuro. Outros prêmios da GE incluem: Mulheres Mais Poderosas (Fortune Magazine); 100 Melhores Empresas para as Mães (Working Mother Magazine); Melhor Empregador (Asia Society), Empresa dos Sonhos dos Executivos (Grupo DMRH), Corporate Equality (Human Rights Campaign), Corporate Inclusion (Hispanic Association on Corporate Responsibility - HACR), Empresa Nº 1 na Formação de Líderes (Hay Group).

Diversidade no Dia a Dia - Os grupos de afinidade da GE são considerados elementos-chave para articular as iniciativas de diversidade, engajar a liderança e oferecer oportunidades para que o cada funcionário possa desenvolver todo o seu potencial. Na América Latina, os grupos com maior destaque são o Womens Network e a aliança GLBTA.

A rede Womens Network foi criada em 1997 para acelerar o progresso profissional das mulheres que trabalham na GE, assim como o avanço dos negócios da companhia. As mais de 100 mil profissionais da GE que integram a rede em todo o mundo compartilham informações, boas práticas, educação e experiência com o objetivo de ajudar umas às outras a desenvolver habilidades de liderança e oportunidades de avanço na carreira. Aprimorar o crescimento profissional das mulheres, desenvolver talentos e promover a retenção e a promoção estão entre alguns objetivos da rede.

Já a aliança GLBTA foi lançada globalmente em 2005. Ela tem como objetivo engajar, representar e desenvolver talentos LGBT, bem como acolher aqueles que se sentem próximos dessa comunidade (os Aliados), garantindo oportunidades iguais de crescimento e desenvolvimento de carreira a todos. A iniciativa existe em mais de 18 países e em mais de 100 cidades em todo o mundo. No Brasil, o grupo GLBTA foi lançado em abril de 2013. Desde o início, está ajudando a GE a construir uma cultura mais inclusiva, reforçando valores de respeito e de inclusão. Várias ações vêm sendo realizadas para engajar funcionários de todo o Brasil, tratando o tema da diversidade sexual e de orientação de gênero com transparência, em busca de um ambiente de trabalho aberto e seguro para todos.

Liderança e Diversidade - A cultura da GE é pautada pela meritocracia e pelo princípio de que cada funcionário pode ser um líder. Dessa forma, a empresa acredita que o desenvolvimento e conquistas individuais geram impactos positivos no restante da equipe e que, com isso, todos podem crescer juntos.

Já o respeito à diversidade ajuda a gerar a criatividade e a inovação que a GE procura. Por isso, o apoio à diversidade na companhia não se restringe a apenas um grupo e em um ambiente de respeito, as pessoas sentem-se seguras e confortáveis para desenvolver seu potencial com foco no negócio, impactando positivamente no aumento da produtividade e na retenção de talentos. Como diz o CEO global da GE, Jeff Immelt: "Diversidade e performance andam juntas".

Sergio Giacomo alerta que para solucionar os mais difíceis desafios do planeta, são necessárias ideias e contribuições de todos, valorizando as diferenças e um time heterogêneo contribui para o sucesso do negócio, levantando ideias inovadoras e favorecendo debates mais proveitosos, a partir de diferentes backgrounds e posicionamentos. Para conseguir fazer o que toda empresa criativa almeja - "pensar fora da caixinha" -, é indispensável assegurar o respeito e a valorização de quem o faz. Senão, tudo seria apenas um slogan sem conteúdo.

Por fim, o diretor de Comunicação e Relações Internacionais para a América Latina reforça que o conceito de diversidade já está bem enraizado na cultura organizacional da companhia e a receptividade interna é bastante alta. Líderes e funcionários unem-se para promover e valorizar a diversidade no quotidiano. Com isso, a GE tem conseguido engajar cada dia mais seus funcionários no tema de valorização da diversidade por meio dos grupos de inclusão e discussão de suas políticas de diversidade, de sua visão. Além disso, é importante ressaltar que a liderança tem um papel fundamental nesse engajamento e na construção de um ambiente de trabalho acolhedor, onde cada pessoa pode ser ela mesma, sem medo de retaliações. Trata-se de uma premissa do Código de Conduta da companhia, chamado "O Espírito e o Texto".

"Para isso, além de realizar ações de engajamento da liderança, a GE busca atrair cada vez mais membros para os grupos de diversidade e todas as ações visam promover a integração entre esses grupos, além de procurar alianças com públicos externos, como ONGs, universidades e outras empresas que apoiam a causa da diversidade, a fim de compartilhar boas práticas", conclui Sergio Giacomo.

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.