Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
5 Técnicas Linguísticas para Persuadir seus Clientes
Em: 18/12/2015 por: Laila Vanetti
imagem

Vamos começar do óbvio: qual é o objetivo do texto persuasivo? Seu objetivo é precisamente como diz o nome, persuadir seu alvo a concordar com você, achar que a sua ideia é boa e que você tem razão no que diz.

Toda a base do Copywriting é essa, apresentar vantagens e produtos e serviços de uma forma que o seu futuro cliente sinta a necessidade de adquirir esses serviços.

Podemos ir além e dizer que persuasão é uma forma de você gerar a sensação denecessidade. Esse sentimento de precisar e de querer é o que faz com que o texto persuasivo seja tão poderoso e, ao mesmo tempo, difícil de dominar. Mas os resultados são inegáveis!

Existe um mundo de diferença entre um texto persuasivo eficiente e um texto que só parece uma papagaiada de vendas. Fazer uma Copy (um texto persuasivo) é algo muito mais complexo que parece inicialmente, e pode dar muito errado se feito de forma incorreta.

Pensando nisso, o que eu quero com esse artigo é falar para você de 5 fundamentos linguísticos, cientificamente provados, que aumentam a eficácia de qualquer texto persuasivo, em qualquer formato, seja uma carta de vendas, um vídeo  de vendas ou mesmo uma palestra.

Vamos lá?

Use referências nós-contra-eles. A técnica do “inimigo em comum” é quase instintiva ao ser humano. Quando temos a necessidade de resistir a uma ameaça externa, seja ela real ou imaginária, esse simples estratagema tem sido desde sempre um grito mobilizador extremamente eficaz para evocar uma solidariedade de grupo e, principalmente, concordância.

Exemplos clássicos são “Vamos vencer a gordura”, “Vamos superar a inflação”, ou qualquer fala que mostre exatamente que é você e o seu cliente contra um inimigo que está atrapalhando sua vida. E você vai ajudar  a cada momento, claro!

Faça pausas: Essa é uma dica que vale  principalmente para palestras e vídeos, mas é mais simples que parece. Faça uma pausa enfática e solicite aprovação ou mesmo aplausos por via de uma breve demora. Uma pausa mesmo antes de chegar à conclusão e um final ligeiramente prolongado são características comuns na maioria das apresentações.

Isso vale muito com o vídeo. Uma pausa, ou mesmo um pedido de confirmação (um simples “não é mesmo?”) já fazem milagres. Lembre-se, você conquista uma audiência quando ela concorda com um aceno de cabeça conforme você fala.

Listas são suas amigas. Tenha isso em mente! Uma das principais atrações das listas em três, quatro ou cinto partes é que passam um ar de unidade e de completude. Usar listas faz um orador parecer que pensou sobre o assunto e as respectivas alternativas, e que considerou exaustivamente todos os ângulos, e preparou um conhecimento em sua forma mais final. Demonstra cuidado, carinho e organização.

Olho no olho: Outra dica que vale principalmente para vídeos de vendas. Evitar usar teleprompters ou guias. Se você conseguir falar sem ajudas, fica implícito que você domina o assunto, o que cria mais autoridade para você. Além disso, não olhar “colas” permite que você manter contato visual com o seu público 100% do tempo, ou pelo menos mentém a ilusão que você está falando diretamente com o seu público. Ele tem que sentir que você está saindo da tela para falar só com ele.

Humor: Uma das estratégias mais clássicas de discursos de abertura é justamente começar com uma piada. Use o humor na medida do possível e sempre que apropriado. Como um romancista chamado Salman Rushdie observou uma vez: “Se fizer as pessoas rir, pode dizer-lhes tudo.”…

O humor é bastante liberador para gerar conexão com o alvo e transformar situações problemáticas em algo fácil de ser resolvido.

A regra de ouro para o humor? Use com parcimônia.O humor é bom para quebrar o gelo, mudar situações ao seu favor, mas cuidado para não diminuir a dor da sua persona! Isso pode ter o efeito oposto, ou pior, fazer com que seu  público não te leve a sério.

 

Laila Vanetti: Empresária e empreendedora online, especializada em escrita persuasiva, retórica de vendas e análise de elementos textuais de técnicas de Copywriting. 

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.