Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Resiliência: a palavra da vez.
Em: 07/07/2015 por: http://www.rh.com.br - Rute Paixão dos Santos

Acredita-se que a origem da palavra resiliência seja um derivado da palavra resistência, oriundo da Física especificamente, onde pode ser mensurado o nível da resistência de um material quando exposto às pressões (força externa) e à sua capacidade de voltar ao estado normal de origem, finalizando sua deformação. A Psicologia ao longo dos anos vem estudando esse fenômeno nas pessoas, com estudo direcionado a resiliência quanto à resistência ao estresse e também incorporada aos métodos de recuperação e de superação dos abalos emocionais providos pelo mesmo.

Não é um termo novo, ele já vem sendo utilizado há vários anos e em diversas áreas, com maior destaque nas áreas da ciência e do comportamento humano, e estudos vinculados às ciências humanas relatam que a resiliência é a habilidade de superar situações/emoções adversas. Devido às constantes mudanças pessoais e profissionais enfrentadas pelos indivíduos, quem for resiliente terá mais facilidade de se adaptar e aprenderá a conduzir suas emoções para o alcance de seu próprio bem-estar psíquico.

Nas organizações, convivemos diariamente com funcionários estressados, saturados pela alta demanda de serviço e sem tempo para o lazer pessoal. Já essa capacidade que eles têm de suportar toda a carga emocional envolvida no trabalho e não se abalar facilmente é o que os estudiosos chamam de resiliência. Nós, profissionais, devemos nos atentar e auxiliar esses indivíduos no desenvolvimento da sua resiliência, pois muitos possuem essa capacidade mesmo não tendo consciência de sua existência. Outros, por outro lado, precisam de ajuda para alcançar essa resistência e é nesse ponto que podemos falar da importância, para as empresa, de possuírem um profissional qualificado para isso: o psicólogo.

O psicólogo dentro de uma organização desfruta de vários papéis importantes, além de participar do processo de Recrutamento e Seleção, ele está apto a orientar e assessorar no desenvolvimento psíquico dos funcionários. Como o estresse é algo inevitável, o caminho a ser seguido pela empresa é ter um bom psicólogo para desenvolver técnicas de resistência ao estresse e aliar processos de recuperação e de superação aos danos emocionais causados pelos altos níveis de estresse no ambiente de trabalho. O funcionário resiliente consegue contornar as dificuldades e mesmo enfrentando situações estressantes ele conseguirá ser produtivo, aprenderá e se desenvolverá com toda essa experiência.

As vantagens desse profissional atuando diretamente dentro da organização são as diminuições nos casos de afastamento por motivos depressivos ou pelo próprio estresse, o aumento da qualidade de vida e as melhoras no convívio entre empresa e empregado. Para encerrar esse artigo cito uma frase do filósofo e mestre Confúcio que diz: A maior glória de um homem não esta em nunca cair, mas esta em levantar e recomeçar cada vez que cair.

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.