Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Como não exagerar nas festas de fim de ano
Em: 19/12/2014 por: Mariana Pereira - Revitsa Melhor Gestão

Confira dicas de especialistas para que a confraternização de fim de ano na empresa não acabe com a sua carreira

 Todo final de ano é sempre a mesma história. Empresas e funcionários confraternizam já de olho nos resultados do ano que está por vir. Contudo, é sempre bom comemorar com parcimônia nas festas corporativas. O que nem sempre é possível. Quem já não ouviu histórias de chefes que se excederam nessas comemorações? Ou então o conto daquele estagiário que era coadjuvante e resolveu roubar o papel principal na festa? Há ainda casos de colaboradores que preferem nem participar da confraternização, seja por medo de passar por situações constrangedoras ou por presenciá-las.

Para não deixar o vinho das festas virar vinagre, é recomendável observar algumas dicas de especialistas para essas situações. “Se você quer comemorar e ainda manter intacta a reputação pessoal e profissional conquistada ao longo de anos, é importante não levar a premissa da diversão total à risca”, afirma Cleber Andriotti Castro, sócio/consultor da Andriotti & Castro Consultoria . “É preciso entender que, hoje, por meio dos aparatos tecnológicos, inevitavelmente presentes em qualquer lugar, fofocas repercutem a toque de caixa”, completa.

Comportamentos errados

É bom ter a percepção de que comportamentos errados nessas ocasiões podem (e serão) usados contra quem os praticou no futuro, seja por meio de fofocas ou até mesmo na avaliação dos resultados dos profissionais. Quem garante isso é o é diretor executivo da Innovia Training & Consulting, Ricardo Barbosa.

Ele conta que isso se dá pelo fato de ser muito difícil ocorrer uma total desassociação da vida pessoal com a vida profissional. “Assim, muito cuidado com a postura e os limites em ambientes de confraternizações”, orienta.

Nesses casos, garantem os consultores o ideal é observar algumas regras da etiqueta corporativa:

Na Festa

. Evite os excessos durante as festas. Beba com moderação. Esse é o maior arrependimento dos profissionais nas festas de fim de ano, bebem além do limite e fazem besteira, depois na volta ao trabalho ficam morrendo de vergonha. O excesso de álcool pode levar a falta do profissional no dia seguinte ou ainda o profissional pode ir trabalhar sem apresentar as condições ideais e comprometer seu futuro na empresa;

A roupa também é um grande problema, as pessoas acham que podem se vestir como em suas casas ou em uma balada, mas isso não é verdade, roupas muito curtas, roupas com mensagens agressivas e excessos podem pegar mal, fazendo com que se torne alvo das conversas. Busque usar roupas discretas e confortáveis, sem excessos e vulgaridades.

. Cuidado com o que se fala durante a festa, está certo que o ambiente é de descontração, mas não é por causa disso que você pode se expor desnecessariamente, falando mal do trabalho de colegas ou mesmo falando palavrões e outras besteiras.

. Paquerar alguém do trabalho na festa de fim de ano pode não pegar bem e gerar confusão. Não aproveite a oportunidade para isso. Definitivamente, este não é o local apropriado.

. Na hora de presentear alguém ou em um amigo secreto, muito cuidado com o que vai comprar. Presentes com valores muito abaixo ou muito alto dos recomendados podem pegar mal. Também evite brincadeiras desnecessárias. No caso dos inimigos secretos, mais cuidados ainda!

. Cuidado com a postura no momento em que você cairá na pista de dança. Gingas muito sensual podem pegar mal, bem como ficar gritando exageradamente, alegria não é histeria!

Após a festa

. Se você foi escalado para trabalhar no after day da festa, evite a qualquer custo demonstrar uma eventual insatisfação. Não deixe transparecer seu desânimo a colegas e a clientes, pois o principal prejudicado pode ser você;

. Cuidado com o que publica nas mídias sociais. Mesmo sendo um assunto controverso, boa parte das empresas monitora o comportamento de seus funcionários em seus momentos de folga. Por isso, publicar aquela foto sua sendo carregado pelos seus amigos em total estado de embriaguez pode não ser uma boa ideia;

. Se alguém do seu trabalho pertencer também ao seu círculo de amizades, a preocupação deve ser redobrada. Mesmo que a relação seja próxima, alguns deslizes nesse período podem prejudicar sua imagem e azedar a relação com essa pessoa. Se for seu chefe, então, o zelo deve ser ainda maior;

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.