Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Por que você tem que ir às festas da empresa?
Em: 25/09/2014 por: coach Bibianna Teodori

Amigo secreto, comemoração de aniversário de funcionários, almoço de integração. Coach explica por que você precisa comparecer

Seria óbvio se não fosse um sacrifício para muitos trabalhadores, mas é necessário comparecer aos eventos sociais programados pela empresa que você trabalha. Ainda que você desempenhe brilhantemente suas tarefas e que seja querido por todos que te rodeiam no ambiente corporativo, o fato de deixar de estar presente nesse tipo de confraternização ainda é visto com maus olhos pelos contratantes e líderes de equipe.

A coach Bibianna Teodori, autora do livro “Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida” é quem explica o porquê disso tudo. Segundo ela, embora a participação seja opcional, não participar pode criar um mal estar, ainda mais considerando que trabalho em equipe e a coletividade são bastante enfatizadas e cobradas no dia a dia profissional. Portanto, você deve fazer um esforço para participar, superando qualquer obstáculo. Participar de amigo secreto não é uma obrigação. Você só deve brincar se tiver vontade e afinidade com as pessoas. O problema é ficar com fama de anti-social quando não topa participar. Somos movidos segundo os nossos valores.

Obrigação x Zero vontade de comparecer

Festa de confraternização é um momento de emoção,  para que você se integre com seus colegas e tenha um olhar mais acolhedor a todos, mais familiar e de envolvimento. Aproveite essa ocasião, também, para fazer um bom networking. Pensar em mudanças é sempre muito positivo.

Aos gestores

Acredito que essa seja uma excelente oportunidade para quebrar as barreiras dos protocolos corporativos e interagir com seus liderados mais informalmente. Ria, conte um pouco de si, mostre que seu lado pessoal ultrapassa os limites burocráticos, que o engessam no horário comercial, de segunda a sexta-feira. Porém, existe uma ética corporativa e, claro, a participação é opcional. Marque presença com simpatia, sobriedade, harmonia, leveza e descontração.

Como se comportar

• Sua presença

É muito importante comparecer. Não se antecipe pensando que vai ser uma festa chata, com pessoas “que não têm nada a ver com você”. E outra coisa: sua ausência transmitirá um ar super antipático e anti-social.

• Amigo secreto

Participe! Assim como no caso anterior, é muito antipático e anti-social ficar de fora. Quanto ao presente, o melhor é seguir o valor estipulado, nunca abaixo e nem tão acima para não destoar do grupo.

• Dress Code

O traje vai depender do evento, é claro. Um churrasco num sítio pede uma bermuda, camiseta pólo, ou seja, traje esporte, bem informal. Já um jantar em um buffet, dependendo do caso, indica a utilização de um traje passeio. Mas a dica mais valiosa, neste caso, é a questão da discrição, ou seja, independentemente do estilo, o importante é que seja “comportado”. Você tem que lembrar que aquela festa, apesar de ser uma festa, é um prolongamento do seu ambiente de trabalho.

• Ingestão de bebidas alcoólicas

Apesar de parecer óbvio, atenção a este item. Qualquer exagero de bebida pode lhe causar prejuízos irreparáveis. Então, a dica é: se for beber, beba pouco, mas bem pouco mesmo, o suficiente para ficar totalmente consciente e dono de seus atos.

• De uma forma geral

É quase impossível enumerar todos os tipos de comportamentos inadequados para esse tipo de evento. Mas, acredito que duas palavras possam traduzir o melhor para você: seja discreto. Não exagere, aproveite o momento, é claro, com limites. O limite nesse caso é bem curto e rigoroso, pois, mais uma vez eu digo: você está em uma festa de confraternização de sua empresa e não em uma festa com amigos íntimos e familiares.

E se não quiser participar do amigo secreto?

Quem reclama das festas é chamado de desagregador. Caso recuse a participação no amigo secreto, alegando falta de tempo, por exemplo, seja educado. Ninguém é obrigado a participar, mas não participar nunca pode ser um problema. Isso mostrará que você não faz nenhum esforço para se confraternizar com os seus colegas.

Aí cabe a você decidir o que poderá ser pior: a falsa integração ou o isolamento voluntário.

Você tem duas opções: não contar desculpa e dizer que não vai e ponto (você não é obrigado) ou ficar um tempinho e cair fora. Simples assim. Não complica e não precisa mentir.

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.