Newsletter

Cadastre-se e receba nossos informativos

Nome:
Email:
 
Artigos
Mais de 600 pessoas participaram em Joinville do Congresso Catarinense de Recursos Humanos
Em: 25/03/2014

Mais de 600 pessoas participaram em Joinville do Congresso Catarinense de Recursos Humanos

 

Com mais de 600 participantes, duzentos a mais que o ano anterior, encerrou nesta sexta-feira, 21, em Joinville, o Congresso Catarinense de Recursos Humanos (Concarh). Amplo fórum de debates, cursos, workshops e demais atividades, o evento teve 19 palestras, entre aulas magnas e apresentações simultâneas, conduzidas por 29 profissionais de renome nacional e internacional. Pelo sucesso do evento, recorde de público, as regionais de Joinville e Jaraguá do Sul da ABRHSC assumem a organização da próxima edição, novamente aqui na cidade, garantiu a presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos – Regional de Santa Catarina (ABRH-SC), Luzia Frohlich.

 

Abrindo os trabalhos do dia, os colunistas Estela Benetti e Claudio Loetz abordaram as perspectivas de crescimento e o mercado de trabalho em Santa Catarina. Loetz disse que o Estado vive um momento de expansão econômica, principalmente nas cidades próximas do litoral, por conta dos cinco portos catarinenses. As condições de infraestrutura atraem novos empreendimentos, como em Araquari, com vinda da montadora alemã, BMW. De acordo com o jornalista, isso pode enfraquecer ainda mais o Planalto Norte e o Meio Oeste, regiões consideradas carentes de mão-de-obra qualificada e de infraestrutura logística. Sobre remuneração salarial, tanto Claudio, quanto Estela destacaram como baixa a média estadual. Os trabalhadores mudam muito de local e entram no seguro-desemprego. As empresas deveriam melhorar os salários e investirem em qualificação profissional, explicou Benetti.

 

O cirurgião plástico Rodrigo Tanus esteve entre os palestrantes que ministraram apresentações simultâneas no congresso. A explanação de Rodrigo tratou do equilíbrio entre o resultado do trabalho e a saúde mental do colaborador. A pressão por cumprir metas e executar ações, está consumindo muito a saúde das pessoas. Empresas que adotaram programas de saúde e bem estar notaram melhora na produtividade dos funcionários, disse Tanus. Como alinhar as expectativas econômicas com as humanas, o processo de adaptação dos profissionais que se mudam por causa da carreira, a liderança à distância, o planejamento e sucesso no gerenciamento de uma crise e a preparação para suceder e ser sucedido também foram discutidos por outros convidados.     

O desafio de atrair bons colaboradores e encantar para que eles permaneçam nas organizações foi o assunto de uma das duas palestras magnas realizadas nesta sexta. O administrador e professor Rogério Chér atribui à postura adotada por uma empresa como um dos fatores determinantes para diminuir a rotatividade no trabalho. Ele nomeia como cultura o conjunto de valores, propósitos, missão e visão. É toda a política de gestão de uma organização. Como contrata, como chama para uma reunião, como demite, como ela trata efetivamente a sua equipe, enfatizou Chér. Para Rogério, a cultura é grande líder do engajamento, tornando as pessoas mais animadas no trabalho, além de estarem alinhadas com o espírito da empresa.

A 24ª edição do encontro teve como tema principal Se assim caminha a humanidade: para onde vai a gestão de pessoas?. A proposta era refletir sobre o comportamento da sociedade, bem como dos contextos econômico e político, e o que esses fatores podem interferir na gestão de pessoas.

 

Atividades paralelas

 

Novidade neste ano, o Congresso Catarinense de Recursos Humanos disponibilizou aos congressistas workshops, minicursos e cursos sobre temas baseados nos eixos Pessoa-Organização-Sociedade. Em cada atividade, o participante pôde priorizar um deles, permitindo uma escolha mais assertiva para o seu desenvolvimento.

Outros destaques da 24ª edição foram os quatro workshops incluídos na programação. Um deles foi apresentado pelo administrador Luiz Augusto Leite, que falou sobre o papel do consultor interno de recursos humanos. A gestão de pessoas é cada vez mais estratégica e esses profissionais precisam dominar todos os processos do setor, explicou Leite. Reunidos em grupos, mais de 20 pessoas discutiram casos e fizeram exercícios voltados à interface entre a organização e suas lideranças.

 

Feira de produtos

 

Durante o congresso, os participantes puderam visitar a Exposição Catarinense de Produtos e Serviços de Recursos Humanos (Expocarh), considerada no Estado a maior vitrine de oportunidades, inovações e tecnologias para a gestão de pessoas. Foi uma oportunidade de relacionamento entre profissionais do setor e fornecedores de produtos e serviços. A feira contou com 35 estandes de patrocinadores e expositores diversificados. 

 

Fonte: www.abrhsc.org.br

Mais artigos:
21/07/2017 - Público do CONCARH cresce 22% em relação às edições anteriores
13/10/2016 - Os motivos que fazem a carreira em Recursos Humanos estar em alta
11/10/2016 - A geração que encontrou o sucesso no pedido de demissão
28/09/2016 - e-Social: agora é pra valer!
 
Associação Brasileira de Recursos Humanos Litoral - Regional Itajaí
Sistema Nacional ABRH
Fone: (47) 3342 8877
Rua Samuel Heusi, 463 - Sala 207 - Centro
88301-320 - Itajaí - SC
Todos os direitos reservados 2009.
Desenvolvido por Ydeal Tecnologia.